1072

PREFEITURA MUNICIPAL DE IBOTIRAMA Ibotirama

Pular para o conteúdo

PRÊMIO DONA DUDU: TRAJETÓRIAS DE MESTRES/AS DAS CULTURAS POPULARES

Fonte: SECRETARIA DE CULTURA
02/12/2020 às 10h59

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


DONA DUDU

Gerundina Lima Dias, ou apenas Dona Dudu, nasceu em Julho de 1945, era filha de Simão, um dos primeiros Reiseiros de Ibotirama. Ela ainda era uma menina quando os seus pés tentavam acompanhar a batida da caixa e o corpo gingava tentando acertar o compasso da viola. No meio da roda, certamente as pessoas sabiam distinguir a filha de Simão A sua mãe também pertencia ao grupo e ela muitas vezes acompanhou os pais na festa da Folia de Reis, pedindo licença para entrar nas casas da cidade, em um tempo distante. Quando tinha 17 anos apenas, Dudu achou o seu par nas andanças dos Santos Reis: se casou com Seu Vicente, que tinha a mãe sambadeira e também era reiseiro. Junto com ele, as três irmãs também eram devotas, cantavam e sambavam para louvar os Santos Reis. E quando o Mestre Simão partiu, foi Dudu que assumiu a bandeira, mantendo vivos os passos das chulas e a destreza das rimas. Muitos anos se passaram, Dudu teve 02 filhos e 09 netos e continuou fervorosa no canto e na dança do Reisado. Relatava que muitas casas da cidade fechavam as portas para os Santos Reis, por isso ela preferia cantar e sambar mais nas comunidades – “na Itapeba, no Escurial, na Linha, na Várzea e nos bairros mais afastados do Centro”. Dizia que as pessoas mais simples “obedeciam mais a tradição”. Saudosa, lembrava quando as pessoas montavam a Lapinha e esperavam as sambadeiras, os tocadores, o ranger da viola. Em sua sabedoria, afirmava que o Reis “era um dote que Deus deixou desde o começo do mundo”. Talvez por isso tenha cuidado dele até o último momento. Em 09 de setembro de 2016, Dudu partiu para fazer coro com Simão e afinar os passos com a sua mãe, voltando a formação original, quando era uma menina, em uma família de reiseiros. Mas por aqui, o seu canto e a sua dança não foram silenciados, a voz forte de Dudu, ainda ecoa nas memórias dos Santos Reis, que ainda resistem...

TEXTO: Tâmara Rossene e Orlamara Andrade

DESENHO: Lamartine Araújo

Edital do Prêmio Dona Dudu

https://drive.google.com/.../15i8II5ql5bieIapzeRa.../view...

Formulário de Inscrição em Word – Prêmio Dona Dudu

https://drive.google.com/.../1vuiRa7QbhNIvthbNVaG.../view...

Para mais informações sobre a Lei Aldir Blanc, entrem em contato com a Secretaria de Cultura de Ibotirama ou acessem:

http://cadastrosculturais.wixsite.com/labibotirama

PARTICIPEM!

ASSESSORES CULTURAIS DA LEI ALDIR BLANC IBOTIRAMA:

Cléber Eduão e Gilberto Morais

REALIZAÇÃO:

Prefeitura de Ibotirama

Secretaria Municipal de Cultura